Informações sobre a nova sede do Canil Municipal são apresentadas durante Tribuna Livre

Informações sobre a nova sede do Canil Municipal são apresentadas durante Tribuna Livre

Câmara Municipal de Ouro Preto - Informações sobre a nova sede do Canil Municipal são apresentadas durante Tribuna Livre

Foi realizada nesta quinta-feira (23), a 28ª Reunião Ordinária de 2019, em que foram aprovadas duas indicações, 16 Moções de Aplauso, um projeto de resolução, quatro representações e cinco requerimentos. Os representantes da Vigilância Sanitária e Controle de Zoonose de Ouro Preto Keycyane Marina e Ricardo Fortes participaram da Tribuna Livre e apresentaram informações sobre a nova sede do Canil Municipal e também sobre a criação do projeto de lei que trata do Programa Municipal de Bem Estar e Controle populacional de animais e controle de zoonoses. A nova sede está instalada na rua da Antena, s/ nº, bairro São Sebastião, e será inaugurada no dia 29 de maio, às 10h.

Segundo Keycyane, o canil antigo abrigava cerca de 50 animais e não havia condições de realizar o pós-operatório de qualidade. Já a nova sede comporta cerca de 200 animais em tratamento.  “Apresentamos as metas atingidas pelo município com o foco em realizar o controle populacional dos animais. O controle vai ser feito em uma sede própria e também ampla para poder atender a demanda do município e, com parceiros, como veterinário e Ong’s, vamos trabalhar firmemente na conscientização das pessoas. Devemos respeitar o ambiente desses animais que serão resgatados, castrados, microchipados, vermifugados, vacinados e, depois, vão voltar para as ruas”, destacou, ressaltando a criação do projeto de lei que vem para reforçar o bem-estar do animal e as responsabilidades de um tutor e as obrigações dele com o animal.

Ainda durante a reunião, o vereador Vantuir (SD) apresentou o requerimento 209/2019, com o objetivo de buscar informações referentes ao pregão presencial por registro de preço 001/2019, para compra de 200 tampas em ferro fundido para poços de vista (PV) de rede de esgoto. “É do conhecimento de todos a concessão que está acontecendo do Semae, onde o serviço de água e esgoto será prestado por uma Agência Reguladora. Fiquei preocupado com a quantidade de material licitado. O valor do registro de preço foi de R$180 mil para comprar 200 tampas de PV. Lembrando que não quer dizer que elas serão compradas. Mas poderiam ter feito isso dividindo esses valores porque hoje a gente vê que estão faltando materiais no Semae e não tem estrutura para os funcionários trabalharem. O meu pedido é que faça uma compra nesse valor de todos os tipos de materiais, para que dê uma sustentação para realizar manutenções no nosso município, até o fim do ano, quando o Semae será extinguido, de acordo com a proposta do executivo”, disse.

Vereadores cobram informações sobre o fechamento do Horto dos Contos

O vereador Chiquinho de Assis (PV) solicitou informações sobre o Horto Botânico Municipal, por meio do requerimento 202/2019. O questionamento foi apresentando para saber se há projetos para reabertura do mesmo, se houve emendas parlamentares ou outras verbas destinadas aos reparos e manutenção do Horto e se houve instauração de processo administrativo para averiguar responsabilidades no descaso e abandono do mesmo.

Para o vereador Alysson Gugu (Cidadania), poderia constar nesse tipo de programa um aporte financeiro para manutenção do projeto. “Sabemos da importância do Horto para o ouro-pretano, que desde o mandato passado, depois que a Vale deixou de subsidiar os custos, o seu funcionamento foi interrompido e pessoas depredaram todo o equipamento. Foi um investimento, se eu não me engano, de um pouco mais de quatro milhões de reais e, para restaurar agora deve-se gastar metade disso, no mínimo. Coloco como proposta que os gestores pensem em uma forma de licitar alguns produtos como o Horto, e quando forem plantear esse recurso, que venha como aporte financeiro para manter também aquele programa em funcionamento. Que venha já com um planejamento de colocar ali zeladores e a manutenção de áreas internas e externas. A gente torce para que esse governo consiga fazer com que o horto volte a funcionar e que a população e turistas possam participar daquilo que é um local muito bonito e que precisa ser revitalizado”, finalizou.

Anterior Câmara sedia Audiência Pública da ALMG que reivindica a volta do trem que liga BH a Mariana

Deixe O Seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.